Reação de aceroleira (Malpighia emarginata D.C.) à Meloidogyne enterolobii

Resumo

Brazil is the biggest producer, consumer and exporter of acerola (Malpighia emarginata D.C.). It has become a highly requested fruit in the world market for preparing juices and consumption in nature because it contains high levels of vitamin C. Nowadays brazilian acerola orchards have shown decrease in production due to the occurrence of root-knot nematodes, one of the main problem affecting the culture. The aim of this study was to evaluate the resistance of acerola genotypes to Meloidogyne enterolobii. The experiment was conducted in greenhouse of the Department of Plant Protection of Agronomic Science College - FCA/UNESP - Botucatu, SP. Five clones, Cherry-Brs-236; Fruit Color-Brs-238; Roxinha-Brs-237; Mirandópolis; Japi, and three varieties, Okinawa; Olivier and Waldy-CATI, were studied. Each plant was inoculated with 2,500 M. enterolobii eggs and second stage juveniles (Pi). After 60 days the roots of each plant was washed, staining with phloxine-B and examined for obtaining gall and egg mass indices (GI; EMI), and processed by blender, sieving and centrifugation method to obtain the total number of eggs (Pf), which was used to calculate the reproduction factor (Pf / Pi). All acerola clones and varieties were considered susceptible to Meloidogyne enterolobii, with RF ranging from 4.1 to 18.3. O Brasil é o maior produtor, consumidor e exportador de acerola (Malpighia emarginata D.C.) do mundo. Por conter altos teores de vitamina C, tornou-se uma fruta altamente requisitada no mercado mundial para o preparo de sucos e no consumo in natura. Nos últimos anos, as lavouras desta fruta vêm apresentando um decréscimo nas produções em razäo da ocorrência de nematoides de galhas (Meloidogyne spp.), um dos principais problemas que afetam a cultura. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência de genótipos de aceroleira frente à Meloidogyne enterolobii. O experimento foi conduzido em casa de vegetação do Departamento de Proteção Vegetal, da Faculdade de Ciências Agronômicas/UNESP - Câmpus de Botucatu (SP). Foram utilizados cinco clones: Cereja-Brs-236; Fruta Cor- Brs-238; Roxinha-Brs-237; Mirandópolis; Japi, e três variedades: Okinawa; Olivier e Waldy-CATI. Cada planta foi inoculada com 2.500 ovos e eventuais juvenis de segundo estádio (Pi) de M. enterolobii. Após 60 dias, a parte área de cada planta foi descartada, e o sistema radicular lavado, submetido à coloração com floxina-B e examinado para a obtenção dos índices de galhas (IG) e massa de ovos (IMO), e processados pelo método de trituração em liquidificador, peneiramento e centrifugação com sacarose para a obtenção do número total de ovos (Pf), que foi utilizado para o cálculo do fator de reprodução (Pf/Pi). Todos os clones e as variedades foram considerados suscetíveis à Meloidogyne enterolobii apresentando os fatores de reprodução variando de 4,1 a 18,3.


Descrição

Assunto

Acerola, nematoide de galha, resistência, Acerola, root-knot nematode, resistance

Citação

Coleções