Avaliação de danos de insetos e de severidade de oídio em genótipos de soja

Resumo

Performance of 24 soybean lines from the breeding program of Instituto Agronômico (IAC) was evaluated under field conditions, as to attack of insects and incidence of powdery mildew. Three experiments, one for each maturity group (early-110, intermediate-120, and late-135 days), were carried out at the Experimental Station of Assis (2001/2002 and 2002/2003 growing seasons) and Experimental Station of Ribeirão Preto (2001/2002), both located in the State of São Paulo, Brazil. For all experiments, with ten treatments and six replicates, in randomized block design was adopted. Defoliation damage caused by Anticarsia gemmatalis Hübn. caterpillars was estimated visually, by the percentage of eaten leaf area (PAFC). Stink bugs [Piezodorus guildiniii (West.) and Euschistus heros (F.)] damage was evaluated by two criteria: percentage of foliar retention (PRF) and yield. The severity of powdery mildew (Microsphaera diffusa Cke. Pk.) was evaluated using a scale from 1 (no symptom) to 5 (more than 50% of leaves with symptoms). Considering the results of both locations, among the early maturity genotypes (110 days), the line IAC 98-4307 could be distinguished for the higher grain yield and low PRF under stink bug infestations. Regarding the genotypes of 120-day maturity group, the line IAC 98-2814 does not show foliar retention and presents higher grain yield, proving to be resistant to stink bugs; however this line is the most defoliated by caterpillars and presents more intense powdery mildew symptoms. Among the genotypes of 135-day maturity group, higher grain yield was observed in IAC 98-2856 under high or low stink bugs infestations, indicating tolerance to these insects, although it shows foliar retention under low stink bug infestation. Avaliou-se o desempenho de 24 linhagens de soja do programa de melhoramento do Instituto Agronômico (IAC) em experimentos de campo em relação ao ataque de insetos e à incidência de oídio. Três experimentos, um para cada ciclo (precoce, semiprecoce e médio) foram instalados nas unidades experimentais de Assis (anos agrícolas 2001/2002 e 2002/2003) e de Ribeirão Preto (2001/2002). Para os três experimentos, o delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso, com dez tratamentos e seis repetições. As injúrias foliares causadas por lagartas de Anticarsia gemmatalis Hübner foram estimadas visualmente, atribuindo-se uma porcentagem de desfolha à parcela inteira. Os danos de percevejos [Piezodorus guildinii (West.) e Euschistus heros (F.)] foram avaliados através da porcentagem de retenção foliar atribuída à parcela inteira e por meio da massa de grãos comerciáveis. A severidade de oídio (Microsphaera diffusa Cke. Pk.) foi estimada mediante escala de notas de 1 a 5, de acordo com a intensidade dos sintomas. Considerando-se os resultados das duas localidades, entre o germoplasma de ciclo precoce destaca-se a linhagem IAC 98-4307, com baixa retenção foliar e maior produtividade em presença de percevejos. No grupo de ciclo semiprecoce, observa-se que na linhagem IAC 98-2814 não há retenção foliar, porém, maior produtividade, caracterizando-se como resistente a percevejos, embora seja o genótipo mais desfolhado por lagartas e com maiores sintomas de oídio. Entre os genótipos de ciclo médio, IAC 98-2856 tem produtividade superior em presença de altas ou baixas infestações de percevejos, indicando possuir resistência do tipo tolerância, embora apresente retenção foliar sob baixa pressão de percevejos.


Descrição

Assunto

Glycine max, resistência de plantas a insetos, Pentatomidae, Anticarsia gemmatalis, Microsphaera diffusa, Glycine max, host plant resistance, Pentatomidae, Anticarsia gemmatalis, Microsphaera diffusa

Citação

Coleções