SWARD STRUCTURE AND NUTRITIVE VALUE OF UROCHLOA RUZIZIENSIS UNDER NITROGEN AND POTASSIUM FERTILISATION

Resumo

ABSTRACT This study aimed to assess the effect of nitrogen (N) and potassium (K) fertilisation on the forage accumulation and nutritive value of Urochloa ruziziensis during the summer of 2010/2011 and autumn, winter, spring and summer of 2011/2012. A complete randomised block design with four treatments (0, 120, 240 and 360 kg ha-1 year-1 N and K2O) and five replicates were used. The data were analysed under the PROC MIXED of SAS®. The following variables were evaluated: sward height; forage mass; forage bulk density; percentages of leaf blade dry matter, stem dry matter, and dead material dry matter; leaf blade:stem ratio; contents of dry matter and crude protein; in vitro digestibility of dry matter; neutral detergent fibre content; and lignin content of Urochloa ruziziensis. There was an interaction between the N and K levels of fertilisation and the season for all variables. In addition, there was a positive linear effect of the N and K levels of fertilisation on the forage accumulation rate, the crude protein content and the in vitro digestibility of dry matter and a negative linear effect these levels on the neutral detergent fibre and lignin contents during the spring and summer of 2011/2012. N and K fertilisation and the climate changes characteristic of each season jointly affected the accumulation and nutritive value of Urochloa ruziziensis. N and K fertilisation up to 360 kg ha-1 year-1 improved the forage accumulation and nutritive value of Urochloa ruziziensis. RESUMO Este estudo objetivou avaliar o efeito da adubação com nitrogênio (N) e potássio (K) sobre o acúmulo o valor nutritivo da forragem da Urochloa ruziziensis, durante as estações de verão de 2010/2011 (verão 1), outono, inverno, primavera e verão de 2011/2012. Foi utilizado o delineamento em blocos completos casualizados com quatro tratamentos (0, 120, 240 e 360 kg ha-1year-1 de N e K2O) e cinco repetições. Os dados foram analisados pelo PROC MIXED do SAS®. Foram avaliadas as variáveis: altura do dossel, massa de forragem, densidade volumétrica da forragem; porcentagens de massas secas de lâminas foliares, colmos de material morto; relação lâmina: colmo; teores de matéria seca, proteína bruta e digestibilidade in vitro da matéria seca, fibra em detergente neutro, lignina da forragem da Urochloa ruziziensis. Houve efeito de interação entre doses de adubação com N e K e estação do ano para todas as variáveis. Também houve efeito linear positivo de doses de fertilização com N e K sobre a taxa de acúmulo de forragem, o teor de proteína bruta e da digestibilidade in vitro da matéria seca, e efeito linear negativo sobre os teores de fibra em detergente neutro e de lignina durante a primavera e o verão 2. A adubação com N e K e as mudanças climáticas características de cada estação afetam de forma conjunta o acúmulo e valor nutritivo da Urochloa ruziziensis. A adubação com N e K com até 360 kg ha-1ano-1 aumenta o acúmulo de foragem e o valor nutritivo de Urochloa ruziziensis.


Descrição

Assunto

Proteína bruta, Massa de forragem, Lignina, Fibra em detergente neutro, Altura do dossel., Crude protein, Forage mass, Lignin, Neutral detergent fibre, Sward height.

Citação

Coleções