Melhoramento do trigo: XXV. Avaliação de genótipos oriundos de populações híbridas introduzidas de Oregon (EUA) no Estado de São Paulo

Resumo

Twenty two inbred lines and three cultivars (BH-1146, IAC-18 and Alondra-S-46) were evaluated in trials carried out with sprinkler irrigation, at Tatuí (1985-87) and Mococa (1984) Experimental Station, Campinas (1985) Experimental Center and in a private farm located in Florínea. The following parameters were assessed: grain yield, agronomic characteristics and disease resistance. Tests for resistance to stem and leaf rusts and to aluminum tolerance, were made in greenhouse and laboratory, respectively. In soil with high fertility conditions as in Tatuí the line 1 (Novi Sad 738/Bluejay) which is sensitive to Al3+ toxicity, early maturity and semidwarf type, showed good grain yield. Under acid soil conditions, at Mococa, the cultivars BH-1146 and IAC-18, presenting tolerance to Al3+ toxicity, early maturity and tall type, were the most productive. The lines 1,3 (Yaktana-54/Norin10-Brevor//Narino 59/3/Hyslop/4/CIANO/Gallo)and 19(Capitole/Bluetit) and the cultivars BH-1146 and IAC-18 showed the best grain yield considering the mean of the six trials. The lines 2 (Leonardo 23/Bluejay) and 10 (Backa/Alondra) were resistant to two race mixtures of stem rust and to three race mixtures of leaf rust, at seedling stage. These resistances were confirmed in adult stage, under natural (field) infection conditions. The line 2 presented as moderately resistant to powdery mildew, under field conditions. The lines 11 (Backa/Alondra), 15 and 21 (Capitole/Bluetit), 16 (Sava/4/Tezanos Pintos Precoz// //IRN 46/CIANO/3/Protor) and 17 (Vogel Selection 29/Vogel Selection 59--8881//INIA/Caprock/3/Cuckoo) were the most tolerant to Al3+ toxicity, but in a lower degree than that exibited by the cultivars BH-1146 and IAC-18. Foram comparadas entre si vinte e duas linhagens e três cultivares (BH-1146, IAC-18 e Alondra-S-46) em seis ensaios, instalados nas Estações Experimentais de Tatuí (1985-87) e Mococa (1984), no Centro Experimental de Campinas (1985) e na Fazenda Nossa Senhora da Penha (1986), município de Florínea, em condições de irrigação por aspersão, analisando-se os seguintes parâmetros: rendimento de grãos, características agronômicas e resistência às doenças. Em casa de vegetação, efetuaram-se estudos de resistência às misturas de raças prevalecentes dos agentes causais da ferrugem-do-colmo e da-folha e, em condições de laboratório, estudos da tolerância ao alumínio, em soluções nutritivas. Em solos corrigidos de Tatuí, a linhagem 1 (Novi Sad 738/Bluejay), sensível à toxicidade de Al3+, de porte baixo, ciclo precoce, destacou-se quanto à produção de grãos. Em solo ácido, de Mococa, os cultivares BH-1146 e IAC-18, tolerantes à toxicidade de Al3+, de porte alto e ciclo precoce, foram os mais produtivos. As linhagens 1,3 (Yaktana 54/Norin 10 - Brevor//Narino 59/3/Hyslop/4/CIANO/Gallo) e 19 (Capitole/Bluetit) e os cultivares BH-1146 e IAC-18 destacaram-se quanto à produção de grãos, considerando-se a média dos seis ensaios. As linhagens 2 (Leonardo 23/Bluejay) e 10 (Backa/Alondra) foram resistentes às duas misturas de raças testadas da ferrugem-do-colmo e às três misturas de raças da ferrugem-da-folha, em estádio de plântula, confirmando esta resistência em condições de infecção natural no estádio de planta adulta. A linhagem 2 mostrou-se moderadamente resistente ao oídio. As linhagens 11 (Backa/Alondra), 15 e 21 (Capitole/Bluetit), 16 (Sava/4/Tezanos Pintos Precoz//IRN 46/ClANO/3/Protor) e 17 (Vogel Selection 29/Vogel Selection 59-8881//INIA/CaprocK/3/Cuckoo) foram as mais tolerantes à toxicidade de Al3+, porém num grau menor do que os exibidos pelos cultivares BH-1146 e lAC-18.


Descrição

Assunto

trigo, cultivar, linhagens, produção de grãos, altura das plantas, ferrugem-do-colmo e da-folha, tolerância, toxicidade de alumínio, wheat, cultivars, inbred lines, grain yield, plant height, stem and leaf rusts, tolerance, aluminum toxicity

Citação

Coleções