Potencial produtivo de linhagens de amendoim do grupo ereto precoce com e sem controle de doenças foliares

Resumo

Eleven peanut lines and the cultivar IAC-Tatu-ST, of the upright early maturing group (Arachis hypogae subsp. fastigiata, Waldron), were evaluated for pod yield, shelling percentage and average kernel weight in six field experiments carried out at the Ribeirão Preto and Pindorama Experiment Stations of Instituto Agronômico, State of São Paulo, Brazil, during the 1994/95, 1995/96 and 1996/97 growing seasons. Experiments used a split plot design where the main plots consisted of spraying and not spraying fungicides to control foliar diseases. Treated plots were periodically sprayed with 3.0 L.ha-1 of chlorothalonil to control early and late leafspots (Cercospora arachidicola and Cercosporidium personatum) and scab (Sphaceloma arachidis). Absence of disease control resulted in significant up to 60% yield reductions in all genotypes. Where diseases were controlled, the lines IAC 5, IAC 21, IAC 22 and IAC 81-12 showed the highest yield potential, reaching 5.000 kg.ha-1 in two experiments. Lines IAC 81-7 and IAC 88-1 presented superior relative performance along the environments with and without disease control. Diseases caused reductions in average kernel weight of up to 14%, especially in lines IAC 5, IAC 21 and IAC 22 whose kernel weights ranked highest. Differences in shelling percentage between genotypes were generally not significant. This character was also showed less influenced by foliar diseases. Avaliaram-se o potencial produtivo, o rendimento de grãos após descascamento e a massa de grãos de onze linhagens de amendoim (Arachis hypogaea L.) do programa de melhoramento do Instituto Agronômico e da cultivar IAC-Tatu-ST, com e sem controle de doenças foliares. O material genético classifica-se no grupo ereto precoce (A. hypogaea subsp. fastigiata, Waldron). Seis experimentos foram desenvolvidos na época das águas, no Núcleo de Agronomia da Alta Mogiana e na Estação Experimental de Agronomia de Pindorama, em 1994/95, 1995/96 e 1996/97, em esquema com duas parcelas subdivididas, em blocos ao acaso com quatro repetições, em que as parcelas principais consistiram em tratamentos com e sem o controle químico das doenças. As parcelas tratadas foram pulverizadas periodicamente com 3,0 L.ha-1 do fungicida chlorothalonil para controle da mancha-castanha e da mancha-preta (Cercospora arachidicola e Cercosporidium personatum) e da verrugose (Sphaceloma arachidis). A ausência de controle químico resultou em significativas reduções, até de 60%, na produção de todos os genótipos. Com as doenças controladas, as linhagens IAC 5, IAC 21, IAC 22 e IAC 81-12 apresentaram maior potencial produtivo, atingindo 5.000 kg.ha-1 em dois dos experimentos. As linhagens IAC 81-7 e IAC 88-1 apresentaram os melhores desempenhos relativos entre as médias de ambientes com e sem controle químico. As doenças causaram reduções até de 14% no peso médio dos grãos, sobretudo nas linhagens IAC 5, IAC 21 e IAC 22, cujos grãos são de maior tamanho médio. Não foram observadas diferenças significativas em rendimento de grãos entre os tratamentos, na maioria dos ambientes; essa característica mostrou, também, ser pouco influenciada pela presença das doenças.


Descrição

Assunto

amendoim, Arachis hypogaea subsp., fastigiata Waldron, linhagens, potencial produtivo, controle de doenças foliares, peanut, Arachis hypogaea subsp., fastigiata Waldron, inbred lines, yield potential, disease control

Citação

Coleções