Complexo enzimático para suínos: digestão, metabolismo, desempenho e impacto ambiental

Resumo

Two experiments were conducted to evaluate dietary enzyme supplementation (amylase, pentosanase, celulase and a-galactosidase) in corn-soy diets for swine. In the Exp 1, the apparent digestibilities of energy, dry matter, protein and fibers of the feeds were determined, using a nutritional matrix with or without enzyme supplementation for barrows with 19.96 ± 2.90 kg body weight. The total feces collection method was used and the diets were formulated with reduced energy, protein and amino acids levels. In the Exp 2, growth performance, production and composition of feces in total solids, volatile solids, nitrogen, macro and micro minerals, in relation to growth performance, were measured in barrows from 50 to 151 days of age and 18.34 ± 1.35 kg initial body weight. Three experimental diets were used, one formulated to meet or exceed the nutritional requirements of swine according to NRC (1998) and the others with reduced energy, protein and amino acids levels, with or without the enzyme complex. It was used a complete randomized block design. Dietary enzyme supplementation in feeds based mainly on corn and soybean meal did not improve nutrient digestibilities and growth performance neither reduced nutrient excretion in feces. More research is necessary to test new nutritional matrix and different levels of the enzyme complex. Foram conduzidos dois experimentos para avaliar a suplementação enzimática (amilase, pentosanase, celulase, protease e a-galactosidase) em rações à base de milho e farelo de soja para suínos. No Exp 1, foram determinadas as digestibilidades aparentes da energia, matéria seca, proteína e das fibras das rações, com ou sem o complexo enzimático, para suínos machos castrados, com 19,96 ± 2,90 kg de peso vivo. Foi utilizado o método da coleta total de fezes e as rações foram formuladas com níveis reduzidos de energia, proteína e aminoácidos. No Exp 2, foram mensurados o desempenho, a excreção de sólidos totais e voláteis, matéria mineral, nitrogênio, macro e microminerais nas fezes, em relação ao desempenho, de suínos machos castrados dos 50 aos 151 dias de idade, com peso médio inicial de 18,34 ± 1,35 kg. Foram utilizadas três dietas, sendo uma ração formulada para atender ou exceder as exigências nutricionais dos animais, de acordo com o NRC (1998), e outras duas com níveis reduzidos de energia, proteína e aminoácidos, suplementadas ou não com o complexo enzimático. Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados. A suplementação enzimática em rações contendo milho e farelo de soja não promoveu incrementos na digestibilidade de nutrientes, não melhorou o desempenho dos animais e também não reduziu a excreção de resíduos pelas fezes. Mais estudos são necessários para testar novas matrizes e diferentes níveis do complexo enzimático.


Descrição

Assunto

enzimas exógenas, leitões, poluição ambiental, produção e composição de fezes, environmental pollution, exogenous enzymes, feces production and composition, piglets

Citação

Coleções