Metabolismo mineral em bubalinos com ingestões de diferentes níveis de fósforo

Data

2009

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

The objective was to evaluate the effects of daily intake of four levels of phosphorus (8, 12, 15 and 18 g) on the metabolism of macro minerals (Ca, P, Mg, Na, K and S), including the intake, concentration in rumen, ruminal fluid passage rate, excretion in feces and apparent availability. Four rumen-fistulated buffaloes were allotted to a 4 × 4 Latin Square, with total diet composed by sugar cane as forage (85%) and concentrate formulated for each different phosphorus levels. Phosphorus levels did not caused difference in mineral concentration in the rumen of any mineral studied. Mean phosphorus concentration in the rumen content was 0.98% in the dry matter basis, whereas phosphorus content in diet ranged from 0.12 to 0.34%, demonstrating high recycling of phosphorus by saliva. Increasing phosphorus levels in the diet ranging from 8 to 18 g/anim/day did not affect the calcium and magnesium availability. Better use of phosphorus of the diet was observed at the level 15 g/day of phosphorus. The intake of increasing phosphorus levels in g/kg0.75 (X) promoted a linear increase in fecal excretion of this mineral in g/kg0.75 (Y), and low phosphorus availability values, which could be estimated using the regression equation Y = 0.03 + 0.610X, that indicate deficiency of this mineral in the diet for animal metabolism. Objetivou-se avaliar os efeitos da ingestão diária de quatro níveis de fósforo (8, 12, 15 e 18 g) sobre o metabolismo de macrominerais (P, Ca, Mg, Na, K e S), incluindo a ingestão, a concentração no rúmen, a taxa de passagem do líquido ruminal, a excreção nas fezes e a disponibilidade aparente. Utilizaram-se quatro bubalinos adultos com fístulas ruminais em delineamento quadrado latino (4 × 4) com dieta total constituída de cana-de-açúcar como volumoso (85%) e concentrado formulado com um dos níveis de fósforo. Os níveis de fósforo não ocasionaram diferença significativa na concentração mineral no rúmen de nenhum mineral estudado. A concentração média de fósforo no conteúdo ruminal foi de 0,98% na matéria seca, enquanto o teor de fósforo nas rações variou de 0,12 a 0,34%, comprovando alta reciclagem de fósforo pela saliva. Níveis crescentes de fósforo na dieta, variando de 8 a 18 g/animal/dia, não influenciam as disponibilidades de cálcio e magnésio. Com o nível de fósforo de 15 g/dia, houve melhor utilização do fósforo da dieta. A ingestão de níveis crescentes de fósforo em g/kg0,75 (X) promoveu aumento linear na excreção fecal desse mineral em g/kg0,75 (Y) e baixos valores de disponibilidade do fósforo, que pode ser estimado pela equação Y = 0,03 + 0,610X, o que indica deficiência desse elemento mineral na dieta para o metabolismo animal.


Descrição

Assunto

búfalo, minerais, rúmen, buffalo, minerals, rumen

Citação

Coleções