Degradabilidade in situ e parâmetros ruminais em bovinos alimentados com dietas balanceadas para diferentes ganhos de peso e potenciais de fermentação microbiana

Resumo

The experiment was carried out with the objective to evaluate the ruminal parameters, volatile fatty acids production and in situ degradability of Santa Gertrudis young bulls, canulated in the rumen, fed diets with palisadegrass hay and concentrates. A 4 x 4 latin square design was used, in which the treatments were composed by the concentrates, adjusted for daily body weight gain (BWG) of 0.5 and 1 kg/animal and potential microbial fermentation (y) of 9.5 and 11 g microbial crude protein/MJ fermentable metabolizable energy. No differences were observed for pH, molar concentration of acetic and butyric acids, molar proportion of acetic, propionic and butyric acids and acetic:propionic ratio. There were differences between diets for the different potential microbial fermentations for ammonia level, 14.67 and 20.83 mg/100 mL for low and high, respectively, and for molar concentration of propionic acid, differed between the different potentials for weight gain, 7.62 and 8.94 mM, respectively, for low and high weight gain. There were no differences among diets for the degradability fractions of palisedagrass hay and soybean grain. There were difference in parameter "b" and effective degradability at 5%/hour of CP for the potential BWG of corn grain. There was significant interaction between potential BWG and potential microbial fermentation for some parameters of DM and CP of soybean meal, the same was observed for cottonseed meal. The observe differences did not justify the the concentrate balance for the different evaluated production potential. Um experimento foi realizado com o objetivo de avaliar os parâmetros ruminais, a produção de ácidos graxos voláteis e a degradabilidade in situ em tourinhos Santa Gertrudes canulados no rúmen alimentados com dietas compostas de feno de capim-marandu e concentrado. Empregou-se o delineamento em quadrado latino 4 ´ 4, no qual os tratamentos foram compostos dos concentrados, ajustados para ganho de peso corporal (GPC) diário de 0,5 e 1 kg/animal e potencial de fermentação microbiana (y) de 9,5 e 11 g de proteína bruta microbiana/MJ energia metabolizável fermentável. Não foram encontradas interações significativas nem diferenças entre as dietas para pH, concentração molar dos ácidos acético e butírico e proporção molar dos ácidos acético, propiônico e butírico e relação acético:propiônico. Os teores de amônia diferiram entre os potenciais de fermentação microbiana, 14,67 e 20,83 mg/100 mL para baixo e alto, respectivamente, e a concentração molar de ácido propiônico foi diferente entre os potenciais de ganho de peso, 7,62 e 8,94 mM, respectivamente, para baixo e alto ganho de peso. Não foram detectadas diferenças entre dietas para as degradabilidades das frações do feno de capim-marandu e da soja em grão. Houve diferença no parâmetro "b" e na degradabilidade efetiva a 5%/hora da proteína bruta para os potencias de GPC do milho em grão moído. Para o farelo de soja, ocorreu interação significativa entre os potencias de GPC e de fermentação microbiana para alguns dos parâmetros da MS e PB, o mesmo observado para o farelo de algodão. As diferenças encontradas não justificaram o balanceamento dos concentrados para os diferentes potenciais de produção avaliados.


Descrição

Assunto

farelo de algodão, farelo de soja, milho em grão, potencial de ganho de peso, potencial de síntese microbiana, soja em grão, corn grain, cottonseed meal, potential of bodyweight gain, potential of microbial fermentation, soybean grain, soybean meal

Citação

Coleções