Eficácia de milho transgênico tratado com inseticida no controle da lagarta-do-cartucho no milho safrinha no estado de São Paulo, Brasil

Resumo

ABSTRACT Several genetically modified maize events expressing insecticidal proteins from Bacillus thuringiensis (Bt) have been commercially available in Brazil, intended to control of fall armyworm, Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae). The objective of this study was to evaluate the efficiency of transgenic (Bt) and conventional (non-Bt) hybrids in the control of fall armyworm, treated or not with insecticides throughout three late growing seasons. To this end, trials were conducted at three locations in the state of São Paulo, in a randomized complete block design, in factorial arrangements with 5x4, 5x4 and 8x4 factors, respectively. The first factor consisted of the number of commercial hybrids of different companies. The second factor was represented by the different control managements of insect (non-Bt hybrid with and without insecticide; Bt hybrid with and without insecticide). The damage caused by fall armyworm was evaluated on a visual 1-9 scale, from score 0 (no damage) to 9 (totally destroyed whorl), and grain yield (kg ha-1). The data were analyzed by analysis of variance and the means compared by the Tukey test at 5% probability for each parameter evaluated at each location. For the Bt hybrids, the damage scores attributed to fall armyworm were lower and the proteins Cry 1F, Cry 1A105 and VIP3Aa20 were the most efficient in reducing leaf damage. Insecticide applications proved efficient in reducing leaf damage caused by the pest. Application of insecticides to Bt hybrids generally reduced leaf damage, especially for Cry1Ab-producing hybrids, which were the least effective in reducing pest damage without insecticides. RESUMO Diversas tecnologias de milho geneticamente modificado (Bt) foram liberadas comercialmente desde 2007 visando principalmente o controle da lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae). O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de híbridos transgênicos (Bt) e convencionais (não Bt) no controle lagarta-do-cartucho, submetidas ou não a inseticidas. Para isso, foram conduzidos ensaios em três localidades do estado de São Paulo nas safrinhas de 2009, 2010 e 2011, com delineamento experimental de blocos casualizados, em esquema fatorial 5x4, 5x4 e 8x4, respectivamente. O primeiro fator correspondeu ao número de híbridos comerciais de diferentes empresas. O segundo fator foi constituído pela utilização de diferentes manejos de controle do inseto. Para a avaliação dos danos ocasionados pela lagarta-do-cartucho, foram realizadas amostragens ao acaso de 20 plantas por parcela, aplicando-se uma escala de notas visuais, atribuindo notas que variam de 0 (sem dano) a 9 (cartucho totalmente destruído) e obtido a produtividade de grãos. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade, para cada parâmetro avaliado em cada localidade. Os híbridos transgênicos proporcionaram redução nas notas de danos atribuídas a lagarta-do-cartucho e as proteínas Cry 1F, Cry 1A105 e VIP3Aa20 foram as mais eficientes na redução do dano foliar. A pulverização mostrou-se uma estratégia eficiente em reduzir os danos foliar provocados pela praga. A combinação da pulverização com híbrido transgênico, de modo geral, mostrou ser uma boa estratégia para redução de dano foliar, especialmente quando foi utilizada a proteína Cry 1Ab, comprovadamente de menor eficiência para redução dos danos causados pela praga.


Descrição

Assunto

Zea mays, Spodoptera frugiperda, manejo-de-pragas, Zea mays, Spodoptera frugiperda, pest management

Citação

Coleções