Acúmulo de nitrogênio (15N) pelos grãos de milho em função da fonte nitrogenada em Latossolo Vermelho

Resumo

Nitrogen is the most absorbed mineral nutrient by corn crop and most affects grains yield. It is the unique nutrient absorbed by plants as cation (NH4+) or anion (NO3-). The objectives of this work were to investigate the N accumulation by corn grains applied to the soil as NH4+ or NO3- in the ammonium nitrate form compared to amidic form of the urea, labeled with 15N; to determine the corn growth stage with highest fertilizer N utilization by the grains, and to quantify soil nitrogen exported by corn grains. The study was carried out in the Experimental Station of the Regional Pole of the Sao Paulo Northwestern Agribusiness Development (APTA), in Votuporanga, State of Sao Paulo, Brazil, in a Red Latosol. The experimental design was completely randomized blocks, with 13 treatments and four replications, disposed in factorial outline 6x2 + 1 (control, without N application). A nitrogen rate equivalent to 120 kg N ha-1 as urea-15N or as ammonium nitrate, labeled in the cation NH4+ (15NH4+NO3-) or in the anion NO3- (NH4+15NO3- ), was applied in six fractions of 20 kg N ha-1 each, in different microplots, from seeding to the growth stage 7 (pasty grains). The forms of nitrogen, NH4+-N and NO3--N, were accumulated equitably by corn grains. The corn grains accumulated more N from urea than from ammonium nitrate. The N applied to corn crop at eight expanded leaves stage promoted largest accumulation of this nutrient in the grains. O nitrogênio é o nutriente mineral extraído em maior quantidade pelo milho, o que mais influencia a produtividade de grãos e o único absorvido como cátion (NH4+) ou anion (NO3-). Os objetivos deste trabalho foram investigar o acúmulo pelos grãos de milho do nitrogênio aplicado ao solo sob as formas amoniacal e nítrica, do nitrato de amônio, comparado à amídica, da uréia, marcados com 15N; determinar o estádio de desenvolvimento da planta de milho em que se atinge o máximo aproveitamento do N do fertilizante pelos grãos e; quantificar o N do solo exportado pelos grãos de milho. O estudo foi desenvolvido no Polo Regional do Desenvolvimento dos Agronegócios do Noroeste Paulista (APTA), em Votuporanga (SP), em um Latossolo Vermelho. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com 13 tratamentos e quatro repetições, dispostos em esquema fatorial 6 x 2 + 1 (testemunha, sem aplicação de N). Utilizou-se uma dose equivalente a 120 kg ha-1 de nitrogênio, compreendida pelas fontes uréia-15N e nitrato de amônio, com enriquecimento no cátion NH4+ (15NH4+NO3-) ou no anion NO3- (NH4+15NO3- ), aplicado em seis parcelamentos de 20 kg ha-1 de N, em microparcelas distintas, desde a semeadura até o estádio fenológico 7 (grãos pastosos). O nitrogênio aplicado sob a forma amoniacal ou nítrica foi acumulado equitativamente pelo milho. O milho acumulou mais nitrogênio da uréia do que do nitrato de amônio. O N aplicado ao milho no estádio de oito folhas expandidas promoveu maior acúmulo deste nutriente nos grãos.


Descrição

Assunto

uréia, nitrato de amônio, nitrogênio do solo, diluição isotópica, urea, ammonium nitrate, soil nitrogen, isotopic dilution

Citação

Coleções