Test-day or 305-day milk yield for genetic evaluation of Gir cattle

Resumo

Abstract: The objective of this work was to compare genetic evaluations of milk yield in the Gir breed, in terms of breeding values and their accuracy, using a random regression model applied to test-day records or the traditional model (TM) applied to estimates of 305-day milk yield, as well as to predict genetic trends for parameters of interest. A total of 10,576 first lactations, corresponding to 81,135 test-day (TD) records, were used. Rank correlations between the breeding values (EBVs) predicted with the two models were 0.96. The percentage of animals selected in common was 67 or 82%, respectively, when 1 or 5% of bulls were chosen, according to EBVs from random regression model (RRM) or TM genetic evaluations. Average gains in accuracy of 2.7, 3.0, and 2.6% were observed for all animals, cows with yield record, and bulls (sires of cows with yield record), respectively, when the RRM was used. The mean annual genetic gain for 305-day milk yield was 56 kg after 1993. However, lower increases in the average EBVs were observed for the second regression coefficient, related to persistency. The RRM applied to TD records is efficient for the genetic evaluation of milk yield in the Gir dairy breed. Resumo: O objetivo deste trabalho foi comparar as avaliações genéticas da produção de leite na raça Gir, em termos dos valores genéticos preditos e de suas acurácias, por meio de modelo de regressão aleatória aplicado aos registros de produção de leite no dia do controle ou de modelo tradicional aplicado às estimativas de produção de leite acumulada em até 305 dias de lactação, bem como predizer tendências genéticas para parâmetros de interesse. Um total de 10.576 primeiras lactações, que correspondem a 81.135 registros de produção de leite no dia do controle (PLDC), foi utilizado. As correlações de ordem entre os valores genéticos preditos (VGP) com os dois modelos foram de 0,96. O percentual de animais em comum foi de 67 ou 82%, respectivamente, quando 1 ou 5% dos touros foram escolhidos, de acordo com os VGP das avaliações genéticas utilizando um ou outro modelo. Foram observados ganhos médios em acurácia de 2,7, 3,0 e 2,6% para todos os animais, vacas com fenótipo e touros (pais de vacas com fenótipo), respectivamente, quando o modelo de regressão aleatória (MRA) foi utilizado. O ganho genético médio anual para a produção de leite acumulada em até 305 dias de lactação foi de 56 kg após 1993. Entretanto, menores incrementos na média dos VGP foram observados para o segundo coeficiente de regressão, relacionado à persistência. O MRA aplicado às PLDC é eficiente para as avaliações genéticas da produção de leite na raça Gir Leiteiro.


Descrição

Assunto

acurácia, persistência, regressão aleatória, correlação de ordem, accuracy, persistency, random regression, rank correlation

Citação

Coleções