Analytical standards production for the analysis of pomegranate anthocyanins by HPLC

Resumo

Pomegranate (Punica granatum L.) is a fruit with a long medicinal history, especially due to its phenolic compounds content, such as the anthocyanins, which are reported as one of the most important natural antioxidants. The analysis of the anthocyanins by high performance liquid chromatography (HPLC) can be considered as an important tool to evaluate the quality of pomegranate juice. For research laboratories the major challenge in using HPLC for quantitative analyses is the acquisition of high purity analytical standards, since these are expensive and in some cases not even commercially available. The aim of this study was to obtain analytical standards for the qualitative and quantitative analysis of the anthocyanins from pomegranate. Five vegetable matrices (pomegranate flower, jambolan, jabuticaba, blackberry and strawberry fruits) were used to isolate each of the six anthocyanins present in pomegranate fruit, using an analytical HPLC scale with non-destructive detection, it being possible to subsequently use them as analytical standards. Furthermore, their identities were confirmed by high resolution mass spectrometry. The proposed procedure showed that it is possible to obtain analytical standards of anthocyanins with a high purity grade (98.0 to 99.9%) from natural sources, which was proved to be an economic strategy for the production of standards by laboratories according to their research requirements. Romã (Punica granatum L.) é um fruto com um longo histórico medicinal, especialmente devido aos compostos fenólicos presentes em sua composição, como as antocianinas, as quais são relatadas como um dos mais importantes antioxidantes naturais. A análise de antocianinas por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) pode ser considerada uma ferramenta importante para avaliar a qualidade do suco de romã. Para os laboratórios de pesquisa, o maior desafio para a análise quantitativa pela técnica de CLAE é a aquisição de padrões analíticos de alta pureza, uma vez que eles são caros e, em alguns casos, não se encontram disponíveis comercialmente. O objetivo deste estudo foi obter padrões analíticos para a análise qualitativa e quantitativa de antocianinas da romã. Cinco matrizes vegetais (flor de romã e frutos de jambolão, jabuticaba, amora e morango) foram usadas para isolar cada uma das seis antocianinas presentes no fruto da romã, usando a escala analítica com detecção não destrutiva, sendo possível usá-las posteriormente como padrões analíticos. Além disso, as suas identidades foram confirmadas pela técnica de espectrometria de massa de alta resolução. O procedimento proposto mostrou que é possível obter padrões analíticos de antocianinas com elevado grau de pureza (98,0%-99,9%) a partir de fontes naturais e provou ser uma estratégia econômica para os laboratórios que necessitam adquirir padrões, de acordo com as necessidades de suas pesquisas.


Descrição

Assunto

Cromatografia líquida, Cianidina, Delfinidina, Pelargonidina, Punica granatum L, Liquid chromatography, Cyanidin, Delphinidin, Pelargonidin, Punica granatum L

Citação

Coleções