Desempenho agronômico de linhagens de trigo em diferentes ambientes no Sudoeste paulista

Resumo

The objective of this study was to evaluate the adaptability and stability of 18 wheat inbred lines and two wheat cultivars (control) to grain yield, plant height, tolerance to aluminum and other characteristics in experiments carried out in acid soil and limed soil conditions, in 2006-2008. The lines 13 and 17, tolerant at 8 and 10 mg L-1 de Al3+, showed high adaptability and stability to grain yield, heavy grains and resistance to lodging. The cultivar IAC-370 and the line 6, tolerant to 4 and 8 mg L-1 de Al3+, were adapted to favorable environments. The line 20, tolerant to 10 mg L-1 de Al3+, was adapted to unfavorable environments and showed good performance for number of spikelets per spike. All lines showed semi-dwarf plant, except the line 3 (dwarf). Superior genotypes were identified to leaf rust resistance (line 12), number of spikelets per spike and grains per spike (line 15), head length (lines 5 and 8) and grains per spikelet (line 18). The most productive genotypes tend to show taller semi-dwarf plant types and heavier grains in acid soil and limed soil condition. The most tolerant genotypes to 2 and 6 mg L-1 de Al3+ in nutrient solution were the most productive in acid soil. O objetivo desse estudo foi avaliar a adaptabilidade e estabilidade de 18 linhagens e duas cultivares de trigo quanto à produção de grãos, altura de plantas, tolerância ao alumínio (Al3+) e outros caracteres em experimentos instalados em solos ácidos e corrigidos, no período de 2006 a 2008. Nas linhagens 13 e 17, tolerantes a 8 e 10 mg L-1 de Al3+, observaram-se adaptabilidade e estabilidade ampla para produção de grãos, maior massa de cem grãos e resistência ao acamamento. A cultivar IAC-370 e a linhagem 6, tolerantes a 4 e 8 mg L-1 de Al3+, foram responsivas à melhoria do ambiente. A linhagem 20, tolerante a 10 mg L-1 de Al3+, revelou adaptação a ambientes desfavoráveis e maior número de espiguetas por espiga. As linhagens exibiram porte semianão com exceção da linhagem 3 (porte anão). Foram identificados genótipos superiores para resistência à ferrugem-da-folha (linhagem 12), número de espiguetas e de grãos por espiga (linhagem 15), comprimento de espigas (linhagens 5 e 8) e número de grãos por espigueta (linhagem 18). Houve tendência de os genótipos mais produtivos ficarem com porte semianão mais alto e grãos mais pesados em solo ácido e corrigido. Os genótipos mais tolerantes na presença de 2 a 6 mg L-1 de Al3+, em solução nutritiva, foram os mais produtivos em solo ácido.


Descrição

Assunto

Triticum aestivum L., produção de grãos, adaptabilidade e estabilidade, tolerância à toxicidade ao alumínio, Triticum aestivum L., grain yield, adaptability and stability, tolerance to aluminum toxicity

Citação

Coleções