Desempenho do quiabeiro consorciado com adubos verdes eretos de porte baixo em dois sistemas de cultivo

Resumo

To evaluate the agronomic viability of the intercropping okra crop (Abelmoschus esculentus) with small size and erect green manuring species Mucuna deeringiana and Crotalaria spectabilis, two experiments were carried out, one in conventional system at Monte Alegre do Sul, São Paulo state, Brazil, from February to July 2008 and one in an organic system at São Roque, São Paulo state, Brazil, from December 2008 to June 2009. The experimental design was randomized complete blocks, with five treatments and five replications. The five treatments were constituted by okra monoculture and okra intercropped with one or two lines of M. deeringiana and one or two lines of C.spectabilis in the seeded at the same time of the okra crop. In organic farming two new treatments were added to the experiment to evaluate the green manures in single cropping. Production, number of fruits per plant, fruit length and diameter and plant height were evaluated in okra plants and plant height and fresh matter weight were determined in the green manuring plants at different periods after seeding.. The evaluation of the efficiency of the consortium was measured by the ratio of area equivalent (RAE). Average yield per okra plant was 190.9 and 582.0 g plant-1, respectively, under conventional and organic cropping. The RAE was 1.5 and 1.6 in the consortium of okra with two rows of M. deeringiana and Crotalaria spectabilis, respectively. Intercropping erect short green manuring species with okra is agronomically viable and can be used by family farmers without interference with the yield of okra crop. Com o objetivo de avaliar o cultivo intercalar de adubos verdes eretos e de porte baixo na cultura do quiabeiro, foram conduzidos dois experimentos, sendo um em cultivo convencional em Monte Alegre do Sul e outro em cultivo orgânico em São Roque-SP, de fevereiro a julho de 2008 e de dezembro de 2008 a junho de 2009, respectivamente. Utilizou-se o delineamento de blocos casualizados com cinco repetições e cinco tratamentos, constando de quiabeiro em cultivo "solteiro" e consorciado com uma ou duas linhas de mucuna-anã (Mucuna deeringiana) e de crotalária-espectábilis (Crotalaria spectabilis) nas entrelinhas. No cultivo orgânico, dois novos tratamentos foram adicionados ao experimento para avaliar os adubos verdes em cultivo solteiro. No quiabeiro avaliou-se a produção (g planta-1) e número de frutos por planta, comprimento e diâmetro dos frutos e altura média do dossel em diferentes épocas após a semeadura. Nos adubos verdes avaliaram-se altura média das plantas e produtividade de massa fresca. A eficiência do consórcio foi mensurada por meio da relação de área equivalente (RAE). A produção média do quiabeiro por planta foi de 190,9 e 582,0 g planta-1, respectivamente, no sistema convencional e orgânico. A RAE foi de 1,5 e 1,6 no consórcio do quiabeiro com duas linhas de mucuna-anã e crotalária-espectábilis, respecticamente. Verificou-se viabilidade agronômica da adoção do cultivo intercalar pelo agricultor familiar de quiabeiro, especificamente com duas linhas dos adubos verdes de porte ereto e baixo.


Descrição

Assunto

Abelmoschus esculentus, Mucuna deeringiana, Crotalaria spectabilis, produção, manejo do solo, sustentabilidade, Abelmoschus esculentus, Mucuna deeringiana, Crotalaria spectabilis, production, soil management, sustainability

Citação

Coleções