Use of organic fertilization with irrigation in coffee production in brazilian cerrado

Resumo

Abstract Coffee irrigation has increased in the main Brazilian coffee regions. However, in recent years, with climate change, years with water deficits greater than 150 mm have been observed, affecting the vegetative and productive development of the crop and also the replenishment of surface and underground springs. One practice that increases soil water retention capacity is organic fertilization. This work evaluated different combinations of irrigation and organic fertilization on the yield and quality of coffee produced in the Minas Gerais cerrado region. The treatments were: T1: total irrigation; T2: no irrigation; T3: total irrigation + organic fertilization (chicken manure, 10 ton ha-1); T4: no irrigation + organic fertilization (chicken manure, 10 ton ha-1); T5: 50% irrigation + organic fertilization (chicken manure, 10 ton ha-1). After 7 harvests, it was concluded that the treatment that combined organic fertilization with application of half of the necessary irrigation presented the best yield, superior to the treatment with total irrigation and exclusively mineral nutrition. Resumo A irrigação do cafeeiro já é realidade na maior parte das regiões produtoras do Brasil, já atingindo 300.000 ha. Na região do cerrado mineiro, grande parte das lavouras de café é irrigada. Porém, nos últimos anos, com alterações climáticas, têm sido observados anos com déficits superiores a 150 mm, afetando o desenvolvimento vegetativo e produtivo da cultura e também o reabastecimento dos mananciais superficiais e subterrâneos. Uma prática que permite aumentar a capacidade de retenção de água no solo é a adubação orgânica. Dentro deste contexto, propôs-se o presente trabalho que teve como objetivo avaliar diferentes combinações de irrigação e adubação orgânica na produtividade e qualidade do café produzido no cerrado mineiro. Os tratamentos foram: T1: Irrigação total; T2: Sem irrigação; T3: Irrigação Total + Adubação Orgânica (esterco de galinha, 10 ton. Ha-1); T4: Sem irrigação + adubação orgânica (esterco de galinha, 10 ton. ha-1); T5: Irrigação 50% + adubação orgânica (esterco de galinha, 10 ton. ha-1). Após 7 safras, concluiu-se que o tratamento que combinou a adubação orgânica a aplicação de metade da irrigação necessária apresentou o melhor resultado em produtividade, superior ao tratamento com irrigação total e nutrição exclusivamente mineral.


Descrição

Assunto

Coffea arabica, esterco de aves, irrigação, Coffea arabica, irrigation, poultry manure

Citação

Coleções