Severidade de ferrugem polissora em cultivares de milho e seu efeito na produtividade

Resumo

Southern rust, caused by Puccinia polysora Underw., has become one of the most destructive diseases affecting maize, occurring in important areas of production of this crop in Brazil. Using resistant cultivars is the most efficient means to control this disease, and there are a large number of cultivars with different resistance degrees in the market. The aim of this study was to evaluate the reaction of commercial maize cultivars for resistance to southern rust in different localities of São Paulo State, correlated to yield. A total of 50 simple and triple hybrids (HST) and 22 double hybrids and varieties of maize (HDV) in use by farmers were evaluated in 2005/2006 for their reaction to southern rust in six locations in western and north-central regions of São Paulo State. In the experiments with HST, the most resistant cultivars with the highest yields were: 30F80, 30F90, 30K73, AG 7000, DAS 2B710, DKB 191, DKB 466 and Impacto. Among HDV, the most resistant ones presenting the highest yields were: 30S40 and AG 2040. Yield losses due to the severity of southern rust, assessed in the stage of pastry grain, ranged from 3.5%, for cultivars with approximately 2.5% of leaf area affected by the disease, to 20.3% for cultivars with 39% of the leaf area affected, compared to cultivars of higher resistance to the disease (1.4% affected leaf area). A ferrugem polissora, causada por Puccinia polysora Underw. é uma das doenças mais destrutivas da cultura do milho, ocorrendo em importantes áreas de produção desta cultura no Brasil. A principal forma de controle desta doença é o uso de cultivares resistentes, havendo no mercado um grande número de cultivares com diferentes graus de resistência. O objetivo deste trabalho foi avaliar a reação de cultivares comerciais de milho quanto à resistência à ferrugem polissora, em diferentes localidades no Estado de São Paulo, correlacionando com a produtividade. Foram avaliados 50 híbridos simples e triplos (HST) e 22 híbridos duplos e variedades de milho (HDV) em uso pelos agricultores no ano agrícola 2005/2006 quanto à sua reação à ferrugem polissora em seis locais nas regiões oeste e centro-norte do Estado de São Paulo. Nos experimentos com HST, as cultivares mais resistentes e que tiveram as maiores produtividades foram: 30F80, 30F90, 30K73, AG 7000, DAS 2B710, DKB 191, DKB 466 e Impacto. Dentre os HDV, destacaram-se como as mais resistentes e apresentando as maiores produtividades: 30S40 e AG 2040. A redução de produtividade em função da severidade da ferrugem polissora, avaliada no estádio de grãos pastosos, variou de 3,5% para cultivares com aproximadamente 2,5% de área foliar afetada a 20,3% para cultivares com, em média, 39% de área foliar afetada, em relação às cultivares com maior resistência à doença (1,4% de área foliar afetada).


Descrição

Assunto

Puccinia polysora, doença foliar, correlação, Zea mays, Puccinia polysora, leaf disease, correlation, Zea mays

Citação

Coleções