Efeitos de raça e da seleção para peso pós-desmame sobre características de confinamento e de carcaça da 15ª progênie dos rebanhos Zebu e Caracu de Sertãozinho (SP)

Resumo

Forty-four young bulls of herds selected for weight at 378 days of age (W378), born in 1995, were confined at the Sertãozinho Experimental Station, São Paulo State, Brazil. The samples, representing the W378 overall mean for each herd, were formed by 8 Guzera bulls (GuS) and by 9 bulls of each one of the groups Gir (Gi), Nelore (NeS), Nelore Control (NeC) and Caracu (Ca). The slaughter was carried out when the animals were at 580 days of age, with a body condition score averaging 8, in a 1-9 scale. The minimum and maximum adjusted means for the main traits, including all groups, were: average daily gain: 817 (NeC) and 1,061 g (Ca); slaughter weight (SW): 408.3 (Gi) and 513.6 kg (Ca); carcass weight: 230.2 (Gi) and 285.0 kg (Ca); dressing percentage (DP): 55.6 (GuS) and 58.1% (NeC). In the 9th-11th rib section: muscle: 55.7 (NeC) and 64.7% (Ca); fat: 18.6 (Ca) and 26.9% (NeC); bone: 16.7 (Ca) and 19.2% (Gi); fat thickness (FT): 6.4 (Ca) and 7.5 mm (GuS); loin eye area: 62.8 (Gi) and 76.6 cm² (Ca); Warner-Bratzler shear force: 4.4 (Ca) and 5.4 kg (Gi); total cooking losses: 23.4 (NeC) and 26.1% (Ca). Considering the Nelore group, the selection for weight increased the slaughter and carcass weights without altering dressing percentage, physical composition of the rib or carcass and meat quality. Ca bulls had higher SW, although smaller DP. GuS presented higher FT and both groups, Ca and GuS, had higher proportion of muscle and longissimus dorsi area. Ca animals also presented smaller levels for fat and fat thickness. Differences in shear force and cooking losses were not observed among genetic groups. Quarenta e quatro machos inteiros provenientes de rebanhos selecionados para peso aos 378 dias (P378), nascidos em 1995, foram confinados na Estação Experimental de Zootecnia de Sertãozinho, Estado de São Paulo. As amostras, representando a média geral de P378 em cada rebanho, foram formadas por oito animais Guzera (GuS) e nove para cada um dos grupos Gir (Gi), Nelore (NeS), Nelore Controle (NeC) e Caracu (Ca). O abate ocorreu aos 580 dias de idade e condição corporal 8, em uma escala de 1 a 9. As médias mínimas e máximas ajustadas, para as principais características, envolvendo todos os grupos, foram: ganho médio diário de peso, 817 (NeC) e 1061 g (Ca); peso de abate (PAB), 408,3 (Gi) e 513,6 kg (Ca); peso de carcaça (PCAR), 230,2 (Gi) e 285,0 kg (Ca); rendimento de carcaça, 55,6 (GuS) e 58,1% (NeC). No corte entre a 9ª-11ª costelas, foram: músculo: 55,7 (NeC) e 64,7% (Ca); gordura: 18,6 (Ca) e 26,9% (NeC); osso: 16,7 (Ca) e 19,2% (Gi); espessura de gordura (ESPGOR): 6,4 (Ca) e 7,5 mm (GuS); área de olho de lombo: 62,8 (Gi) e 76,6 cm² (Ca); força de cizalhamento: 4,4 (Ca) e 5,4 kg (Gi) e perdas totais no cozimento: 23,4 (NeC) e 26,1% (Ca). Considerando o grupo Nelore, a seleção para peso provocou maiores PAB e PCAR, sem alterar o rendimento, a composição física da costela ou a qualidade da carcaça e da carne. Animais Ca tiveram maior PAB, porém menor rendimento, maior musculosidade e menores níveis de gordura e espessura de gordura. Já GuS, com rendimento semelhante ao Ca, apresentou maior ESPGOR. Não se observaram diferenças entre os grupos genéticos quanto aos índices de maciez e perdas no cozimento da carne.


Descrição

Assunto

composição corporal, força de cizalhamento, Gir, Guzerá, maciez da carne, Nelore, rendimento de carcaça, body composition, dressing percentage, Gir, Guzera, meat tenderness, Nellore, shear force

Citação

Coleções