Molecular characterization of rabies virus isolated from non-haematophagous bats in Brazil

Resumo

INTRODUCTION: Rabies is an important zoonosis that causes thousands of deaths worldwide each year. Although the terrestrial cycle, mainly transmitted by dogs, is controlled in Brazil, the aerial cycle remains a serious public health issue, besides the economic problem. In the aerial cycle, the haematophagous bat Desmodus rotundus is the main source of infection, where several different species of non-haematophagous bats can be infected and can transmit the virus. METHODS: The aim of this work was to study the epidemiological pattern of rabies using antigenic characterization with monoclonal antibodies and genetic characterization by reverse-transcriptase polymerase chain reaction followed by sequencing and phylogenetic analysis of non-haematophagous bats' and herbivorous animals' central nervous system samples from the western region of the State of São Paulo, Brazil. RESULTS: From 27 samples, 3 antigenic variants were identified: AgV-3, AgV-4, and AgV-6; and from 29 samples, 5 different clusters were identified, all belonging to the rabies virus species. CONCLUSIONS: Although only non-haematophagous bats were evaluated in the studied region, the majority of samples were from antigenic and genetic variants related to haematophagous bats Desmodus rotundus. Samples from the same antigenic variant were segregated in more than one genetic cluster. This study demonstrated the diversity of rabies virus genetic lineages presented and circulating in non-haematophagous bats in the studied region. INTRODUÇÃO: A raiva é uma importante zoonose responsável por milhares de mortes anualmente em todo o mundo. Embora o ciclo silvestre, onde os cães são os principais transmissores esteja controlado no Brasil, o ciclo aéreo, onde o morcego hematófago Desmodus rotundus é o principal transmissor e diversas espécies de morcegos não hematófagos podem se infectar e transmitir o vírus, permanence como um importante problema econômico e de saúde pública. MÉTODOS: O objetivo deste trabalho foi a caracterização antigênica por meio da utilização de anticorpos monoclonais e a caracterização genética por meio da reação em cadeia pela polimerase pela transcriptase reversa seguida de análise filogenética em morcegos não hematófagos e animais domésticos herbívoros provenientes da região oeste do Estado de São Paulo. RESULTADOS: A análise antigênica de 27 amostras determinou três variantes distintas: Agv-3, AgV-4 e AgV-6; a análise genética de 29 amostras identificou 5 diferentes grupos, todos pertencentes a espécie Rabies virus. CONCLUSÕES: Ainda que apenas amostras de morcegos não hematófagos tenham sido analisadas, a maioria das variantes antigênicas e genéticas identificadas na região estava relacionada com a variante mantida pelos morcegos hematófagos Desmodus rotundus. Amostras de uma mesma variante antigênica segregaram em mais de um clado genético. Este estudo demonstrou a diversidade de linhagens genéticas do vírus da raiva presentes e circulantes em morcegos não hematófagos na região estudada.


Descrição

Assunto

Raiva, Morcegos, Caracterização antigênica, Caracterização genética, Rabies, Bats, Antigenic characterization, Genetic characterization

Citação

Coleções