Estimativas de tendências e parâmetros genéticos do peso padronizado aos 378 dias de idade, medidas corporais e perímetro escrotal de machos Nelore de Sertãozinho, SP

Resumo

The objectives of this study were to estimate the genetic trends and also the genetic and phenotypic parameters for body weight at 378 days (W378), body measurements and scrotal circumferences of Nellore males from selected and control populations of the Estação Experimental de Zootecnia de Sertãozinho (SP), Brazil. The heritability estimates, considering sire and animal model were, respectively, 0.53± 0.12 and 0.36 for W378 days; 0.38±0.11 and 0.58 for hip height; 0.31±0.10 and 0.10 for chest girth; 0.40± 0.11 and 0.13 for body length; 0.39± 0.11 and 0.30 for dorsal line length; 0.33± 0.10 and 0.12 for rump length; 0.08 ± 0.07 and 0.14 for distance between pin bones; 0.23± 0.09 and 0.08 for distance between hip bones and 0.57± 0.13 and 0.44 for scrotal circumference. The highest genetic correlation between W378 and body measurements was found for chest girth (0.86 ± 0.08), and the others ranged from 0.46 to 0.72. Based on the median to high heritability values found for the majority of traits, it is expected to exist a good amount of additive genetic variability controlling their variation. In addition, due to the highest correlation between W378 and most of the traits, it is probable that most part of the genes that control post-weaning weight might control the growth of different regions of animal body. The good values for the genetic correlation and heritability explain the positive genetic trends for direct and secondary traits in the selection for W378. Os objetivos deste estudo foram estimar as tendências e os parâmetros genéticos e fenotípicos do peso padronizado aos 378 dias de idade (P378), medidas corporais e perímetro escrotal de machos Nelore, pertencentes às populações selecionadas e controle da Estação Experimental de Zootecnia de Sertãozinho. As herdabilidades, estimadas considerando-se modelo de touro e modelo animal, foram, respectivamente, 0,53±0,12 e 0,36 para P378; 0,38±0,11 e 0,58 para altura na garupa; 0,31±0,10 e 0,10 para perímetro torácico; 0,40± 0,11 e 0,13 para comprimento do corpo; 0,39±0,11 e 0,30 para comprimento do dorso; 0,33±0,10 e 0,12 para comprimento da garupa; 0,08± 0,07 e 0,14 para distância de ísquios; 0,23±0,09 e 0,08 para distância de íleos e 0,57±0,13 e 0,44 para perímetro escrotal. A correlação genética mais alta entre P378 e medidas corporais foi encontrada para perímetro torácico (0,86 ± 0,08); as demais variaram de 0,46 a 0,72. Os resultados deste estudo mostraram que, em função dos valores médios a altos das herdabilidades estimadas para P378 e da maioria das características de medidas do corpo dos animais, houve considerável variação genética aditiva nesses atributos. Além disso, devido às altas correlações genéticas de P378 com a maioria das características, pode-se concluir ser bastante provável que grande parte dos genes que controlam o peso pós-desmame também seja responsável pelo desenvolvimento das diferentes regiões do corpo de machos Nelore. A magnitude desses parâmetros justifica a tendência genética positiva nas características de seleção direta e nas secundárias.


Descrição

Assunto

medidas corporais, parâmetros genéticos, perímetro escrotal, peso pós-desmame, tendência genética, body measurements, genetic trend, genetic parameters, post-weaning weight, scrotal circumference

Citação

Coleções