Efeito do Perfil Granulométrico das Partículas Dietéticas sobre Parâmetros de Desempenho de Vacas Leiteiras em Lactação

Resumo

The objective of this experiment was to evaluate the effects of different dietetic physical profile on the performance of lactating dairy cows. Ten Holstein dairy cows (avg. 550 kg) were allotted to a switch back experimental design in three successive periods. The animals were individually housed in a tie stall and fed with total mixed rations constituted by Tifton hay (50,4%) and concentrated (49,6%). The Tifton hay was ground in commercial miller and sieved at 3,2; 4,8; 7,9; 15,9 and 25,4 mm mesh and samples from each grinding were screened through the Particles Separator Model Penn State for the determination the profile of particle distribution. Five treatments were constituted: T1¾100% of particles below 8 mm; T2¾76% below 8 mm and 24% between 8 and 19 mm; T3¾36,7% below 8 mm, 26,6% between 8 and 19 mm and 36,7% above 19 mm; T4¾32% below 8 mm, 28% between 8 and 19 mm and 40% above 19 mm; T5¾26% below 8 mm, 28% between 8 and 19 mm and 46% above 19 mm. The results indicated that diet and nutrient intakes as well feed conversion were not affected by the different diet physical profile, but changes in the milk production and composition were observed. It was observed that dairy cows fed with an intermediary dietary distribution profile yielded more milk. Milk fat yielded was not affected by dietary fiber particle distribution profile however dairy cows fed with diets of higher physical profile yielded a higher milk fat content. The processing of the diet ingredients, with reduction in the particle size, should be carefully considered once the best performance response was observed when the animals were submitted to the diets with intermediary physical profile. O objetivo deste experimento foi avaliar o efeito do perfil granulométrico das partículas dietéticas sobre o desempenho de vacas leiteiras em lactação. Dez vacas leiteiras da raça Holandesa (média de 550 kg) foram distribuídas em um delineamento em switchback, em três períodos consecutivos. Os animais foram estabulados individualmente e receberam rações em mistura completa, constituída de feno de capim Tifton (50,4%) e concentrado (49,6%). O feno foi triturado em moinho comercial com peneiras de malhas de 3,2; 4,8; 7,9; 15,9; e 25,4 mm, e amostras de cada moagem foram submetidas ao separador de partículas modelo Penn State, para determinação do perfil de distribuição das partículas. Constituíram-se cinco tratamentos: T1 ¾ 100% das partículas abaixo de 8 mm; T2 ¾ 76% abaixo de 8 mm e 24% entre 8 e 19 mm; T3 ¾ 36,7% abaixo de 8 mm, 26,6% entre 8 e 19 mm e 36,7% acima de 19 mm; T4 ¾ 32% abaixo de 8 mm, 28% entre 8 e 19 mm e 40% acima de 19 mm; e T5 ¾ 26% abaixo de 8 mm, 28% entre 8 e 19 mm e 46% acima de 19 mm. Os resultados indicaram que os consumos de ração e nutrientes e a conversão alimentar não foram influenciados pelos diferentes perfis granulométricos das dietas, mas observaram-se variações na produção e na composição do leite. Verificou-se que vacas leiteiras alimentadas com dietas com perfis granulométricos intermediários produziram mais leite. A quantidade de gordura do leite produzida não foi afetada pelo perfil de distribuição das partículas dietéticas da dieta, porém vacas leiteiras alimentadas com dietas de maior granulometria produziram leite com maior teor de gordura. O processamento dos ingredientes das dietas com reduções do tamanho da partícula deve ser considerado criteriosamente, já que melhor desempenho ocorreu quando os animais foram submetidos às dietas de perfil granulométrico intermediário.


Descrição

Assunto

fibra, consumo alimentar, conversão alimentar, granulometria, desempenho, fiber, feed intake, dry feed conversion, physical profile, performance

Citação

Coleções