Plantas transgênicas resistentes aos herbicidas: situação e perspectivas

Data

2005

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Genetically modified organisms (GMOs) or transgenic may be plants, animals or microorganisms that have DNA inserted into their cells from another organism. In some cases, this organism may be from a other individue of the same species, or from another species with which they would not normally cross-breed. The use of genetic modification in plant breeding aims to: increase crop yields beyond the maximum for existing varieties; reduce post-harvest losses; make crops more tolerant to environment stresses; make crops that use efficiently nitrogen and phosphorous; improve nutritional value of foods; produce plants that are resistant to certain herbicide, pests or diseases; develop alternative resources for industry such as fuels and pharmaceuticals. Many consumers are concerned that genetic modification isn't natural and believe that conventional breeding is better than GMOs because it follows the principles of natural selection, or uses natural mutations. However, it is also possible to produce undesirable combinations of genes by conventional breeding. Several concerns are associated with the use of herbicide-tolerant crops. Those include: (a) drift to nearby susceptible plants; (b) herbicide-resistant crops becoming weedy and difficult to control; (c) illegal use of seeds; (d) negative public reaction to genetic engineer; (e) hybridization between GM crop plants and their wild relatives; and (g) increased selection for resistant weed biotypes or tolerant species. The generation of genetically modified organisms has fomented a controversial debate in various sectors of our society. Yet we must be cautious before generalizing the use of transgenics since each case should be analyzed regarding both its particular advantages and drawbacks, and contribution to the improvement of life quality. Organismos geneticamente modificados (OGMs) ou transgênicos podem ser plantas, animais ou microorganismos que tiveram no seu material genético a introdução de DNA proveniente de outro organismo. Em alguns casos, esse organismo poder ser outro individuo da mesma espécie, ou o mais comum, de outra espécie com o qual não há cruzamento natural. O uso dessa técnica no melhoramento de plantas permitirá aumentar a produção, reduzir perdas na pós-colheita, obter culturas mais tolerantes ao estresse ambiental, obter culturas que usem mais eficientemente nitrogênio e fósforo; aumentar o valor nutricional dos alimentos; obter plantas resistentes a herbicidas, pragas e ou doenças; desenvolver alternativas para indústrias como as de combustíveis e farmacêuticas. Alguns consumidores acreditam que OGM não é natural e que o melhoramento convencional é melhor, pois segue os princípios naturais de seleção ou usa mutações naturais. Entretanto, é possível e muito comum obter combinações indesejáveis de genes através do melhoramento tradicional. Com relação a culturas resistentes a herbicidas, várias preocupações podem ser destacadas. Essas incluem: (a) deriva de herbicida para vegetação suscetível vizinha à cultura tolerante; (b) cultura resistente ao herbicida pode tornar-se planta daninha de difícil controle; (c) uso ilegal de sementes; (d) reação pública negativa à engenharia genética; (e) escape de genes para espécies nativas e (f) seleção de biótipos resistentes ou de espécies tolerantes ao herbicida utilizado. A geração dos organismos geneticamente modificados tem sido alvo de polêmica e discussão nos diversos segmentos da sociedade. Porém, não se deve generalizar o uso dos transgênicos, pois cada um deve ser analisado quanto às suas vantagens, desvantagens e contribuição à melhoria da qualidade de vida.


Descrição

Assunto

transgênico, herbicida, ambiente, transgenic, herbicide, environment

Citação

Coleções