MINERALIZAÇÃO E VOLATILIZAÇÃO DO NITROGÊNIO DA VINHAÇA-15N NA PRESENÇA OU NÃO DE URÉIA E DE PALHA DE CANA- DE-AÇÚCAR

Resumo

The mineralized and volatilized nitrogen derived from vinasse labelled with 15N were determined in a laboratory experiment, using samples of two soils [a sandy Red-Yellow Podzolic - PV and a clayey Latosol - LR (Oxisol)], collected in Piracicaba, SP, Brazil. The experiment consisted of four treatments: application of vinasse (V*); vinasse with urea (V*+U); vinasse with sugarcane straw (V*+P); and vinasse with urea and sugarcane straw (V*+U+P). Vinasse, labelled with 15N (V*) was applied at a rate of 100 mg.kg-1 of N-vinasse. All treatments, were incubated for 7, 14, 21, 28, and 35 days. N-urea and sugarcane straw were incorporated in the soil at rates of 220 mg.kg-1 and 22 g.kg-1, respectively. NH4+-N and NO3--N concentrations, as a result of the vinasse addition, were affected by soil type. A larger availability of NH4+-N and NO3--N derived from vinasse were observed, when urea was added. Sugarcane straw plus vinasse did not alter the concentrations of NH4+-N and NO3--N derived from vinasse. Urea plus sugarcane straw did not affect NH4+-N concentrations, and affected the NO3--N concentration in LR soil over time. Losses of vinasse-N, due to volatilization, increased with time for all treatments, and were larger for PV (14%) than for LR (5%); but such losses were similar in LR soil. O N mineral e o N volatilizado derivado da vinhaça marcada com 15N foram determinados em amostras de dois solos (Podzólico Vermelho-Amarelo, arenoso - PV, e Latossolo Roxo, argiloso - LR) do município de Piracicaba, SP, em experimento de laboratório. Os solos foram tratados com vinhaça marcada com 15N (V*) na dose de 100 mg.kg-1 de N-vinhaça. Os tratamentos constaram da aplicação de vinhaça isoladamente (V*), de vinhaça e uréia (V*+U), de vinhaça e palha de cana-de-açúcar (V*+P), e de vinhaça mais uréia e palha (V*+U+P), e foram incubados por 7, 14, 21, 28 e 35 dias. As parcelas foram constituídas por 50 g de solo. As doses de incorporação de N-uréia e palha de cana-de-açúcar foram de 220 mg.kg-1 e 22 g.kg-1, respectivamente. As concentrações de N-NH4+ e N-NO3- no solo proveniente da vinhaça foram influenciadas pelo tipo de solo. A adição aos solos da uréia e da vinhaça promoveu uma maior disponibilidade de N-NH4+ e de N-NO3- proveniente da vinhaça. A adição de palha e de vinhaça não alterou as concentrações de N-NH4+ e de N-NO3- provenientes da vinhaça nos solos. A adição da palha, da uréia e da vinhaça não alterou as concentrações de N-NH4+ e as concentrações de N-NO3- aumentaram apenas no solo LR ao longo do tempo. As perdas por volatilização de N da vinhaça foram, em geral, crescentes, para todos os tratamentos no solo PV e mais elevadas (14 %) que no solo LR (5%); neste, foram bem similares.


Descrição

Assunto

vinhaça-15N, uréia, mineralização de N, volatilização de N, vinasse-15N, urea, N mineralization, N volatilization

Citação

Coleções