Efeito do dióxido de carbono e da radiação solar na biomassa algal produzida em fotobiorreator laminar

Data

2016

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Abstract This work measured the influence of CO2 supply and photosynthetically active radiation on microalgae production in the laminar photobioreactor. In order to accomplish this, the production and concentration of nitrogen and phosphorus in the biomass collected from each of the 36 subdivisions of the system was analyzed weekly. Additionally, productive and energetic efficiencies were determined by estimating biomass production. The artificial CO2 supply affected biomass production, increasing the productivity from 3.9 to 27.0%. The photosynthetically active radiation was related to the production of biomass, which varied up to 60.5%, producing between 1.42 and 2.28 g m-2 d-1. The nitrogen concentration in the biomass was not influenced by any of the evaluated factors; nevertheless, the phosphorus was influenced by both factors. The productive and energetic efficiencies had similar influence, ranging from 0.28 to 0.44 g mol-1 and from 2.12 to 3.34%, respectively. Resumo O presente trabalho teve como objetivo mensurar a influência do fornecimento artificial de CO2 e da variação da radiação fotossinteticamente ativa na biomassa algal em um fotobiorreator laminar. Utilizou-se para tanto, avaliações de produção e concentração de nitrogênio e fósforo na biomassa coletada semanalmente em cada uma das 36 subdivisões do sistema. Além disso, se determinou, por meio de cálculos baseados na produtividade, os intervalos de eficiências produtiva e energética. O fornecimento artificial de CO2 influenciou a produção de biomassa, incrementando a produtividade de 3,9 a 27,0%. A radiação fotossinteticamente ativa manteve estreita relação com a produção de biomassa, com variação de até 60,5%, produzindo entre 1,42 e 2,28 g m-2 d-1. A concentração de nitrogênio na biomassa não foi influenciada por nenhum dos fatores avaliados, porém o fósforo sofreu influência de ambos os fatores. As eficiências produtiva e energética tiveram as mesmas influências, variando de 0,28 a 0,44 g mol-1 e 2,12 a 3,34%, respectivamente.


Descrição

Assunto

Chlorella, eficiência energética, microalgas, Chlorella, energetic efficiency, microalgae

Citação

Coleções